Adaptação transcultural: tradução e validação de conteúdo da versão brasileira do Commitment Exercise Scale

Artigo publicado na Rev Psiq Clín. 2011;38(1):24-28. Escrito por Paula Costa Teixeira1, Norman Hearst, Sandra Marcela Mahecha Matsudo, Táki Athanássios Cordás, Maria Aparecida Conti1


Contexto: O Commitment Exercise Scale (CES) avalia o comprometimento, o comportamento e a atitude de pacientes com transtornos alimentares em relação ao exercício físico. Objetivo: Tradução e adaptação transcultural do CES para o idioma português (BRA), validação de conteúdo e análise da consistência in-terna. Métodos: Envolveu cinco etapas: (1) tradução; (2) retradução; (3) revisão técnica e avaliação semântica; (4) validação de conteúdo por profissionais da área – juízes; (5) avaliação do instrumento por uma amostra de estudantes, por meio da avaliação do grau de compreensão e análise da consistência interna do instrumento pelo coeficiente a de Cronbach. Resultados: A escala foi traduzida e adaptada, sendo considerada de fácil compreensão (grau de compreensão de 4,3 a 4,9), e demonstrou valores do coeficiente aceitáveis (a de Cronbach: 0,60 a 0,79). Conclusão: A partir do processo de adaptação transcultural, os resultados satisfatórios possibilitam a recomendação da versão brasileira do CES. São necessárias análises de validação de construto, fatorial e de reprodutibilidade.

Palavras-chave: Tradução, escalas, estudos de validação, transtornos alimentares, exercício físico.

download