Perfil antropométrico de mulheres maiores de 50 anos, fisicamente ativas, de acordo com a idade cronológica – evolução de 1 ano

Artigo publicado na RBCM em 2002. Escrito por Sandra Mahecha Matsudo, Turíbio Leite de Barros Neto e Victor KR Matsudo


O objetivo deste estudo foi comparar a evolução do perfil antropométrico de mulheres ativas, no periodo de um ano, de acordo com a idade cronológica. A amostra foi compôs ta por 117 mulheres, de 50 a 79 anos de idade (x: 65 ±6,6anos) divididas em tres grupos de idade: 50-59 (n:23); 60-69 (n:60);70-79 (n:34). As senhoras estavam envolvidas em um programa de exercícios aeróbicos, duas vezes por semana, 50 minutos por sessão, durante 5,4 ± 3,0 anos. Este grupo é parte do Projeto Longitudinal de Envelhecimento e Aptidão Física, que vem avaliando um grupo de individuos ativos a cada seis meses, desde 1997. As variáveis antropométricas incluíram: peso corporal (PC), estatura (E), indice de massa corporal (IMC), dobras cutâneas (DC: triceps, subscapular e suprailiaca), circunferências de braço (CB) e perna (CP), assim como de cintura (CC) e quadril, (CQ) e relação cintura/quadril (RCQ). Os resultados iniciais e nas duas avaliações seguintes, feitas a intervalos de 6 meses, foram comparados, usando ANOVA Two Way, com post-hoc Scheffé. Os valores de PC, E, IMC, DC, CC e CQ apresentaram uma tendência similar, de acordo com a idade cronológica. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes nessas variáveis, no período de um ano, em nenhum dos três grupos de idade cronológica. As diferenças foram encontradas na CB e CP e na RCQ, que aumentou, no final de um ano, nos grupos de 60 a 79 anos. Os dados sugerem, de forma geral, que mulheres envolvidas regularmente em atividade física mantêm o perfil antropométrico estável durante o processo de envelhecimento, independente da idade cronológica.

PALAVRAS-CHAVE: envelhecimento, variáveis antropométricas, atividade física, saúde.

download