Questionário internacional de atividade física (IPAQ): Estudo de validade e reprodutibilidade no Brasil

Artigo publicado na Rev Bras Ativ Fís Saúde 2001. Escrito por Sandra Matsudo, Timóteo Araújo, Victor Matsudo, Douglas Andrade, Erinaldo Andrade, Luis Carlos Oliveira, Glaucia Braggion


Este estudo é parte de um esforço internacional para validar um questionário internacional de atividade física (IPAQ) proposto pela Organização Mundial de Saúde (1998), e que pretende servir como um instrumento mundial para determinar o nível de atividade física em nível populacional. O objetivo deste estudo foi determinar a validade do IPAQ em uma amostra de adultos brasileiros. A amostra foi consti­tuída por257 homens e mulheres que responderam o IPAQ (versão da última semana, formas curta e longa) no início do estudo e após 7 dias. Para validar o instrumento parte da amostra (n:.28) usou o sensor de movimento Computer Science & Aplications (CSA). A reprodutibilidade do questionário foi determinada depois de 7 dias e a correlação de Spearman foi significante e alta (rho=0,69 – 0,71:p<.01). A validade usando o CSA foi de 0,46 na forma longa e 0,75 na forma curta. Os resultados evidenciaram que as formas longa e curta são comparáveis e que os períodos de referência de semana usual e 7 últimos dias apresentam resultados similares. Concluímos que as formas de IPAQ foram aceitáveis e apresentaram resultados similares a outros instru­mentos para medir nível de atividade física, no entanto pela primeira vez o estudo de validação diversos paises e culturas foram envolvidos na validação do instrumento.

Palavras-chave: Validade, Reprodutibilidade, Questionário, Atividade física.

download