ISCOLE

O principal objetivo do "Estudo Internacional de Obesidade, Estilo de Vida e Ambiente na Infância" é determinar a relação entre as características do estilo de vida, obesidade e ganho de peso em um amplo estudo multinacional em crianças de 10 anos.

Este estudo investiga a influência das definições comportamentais, físicas, sociais e o ambiente político nas relações observadas em cada país.

Os dados serão coletados em 12 países (500 crianças por região) nas cinco maiores regiões do mundo (Eurásia e África, Europa, America Latina, America do Norte e Oceania). As características físicas das crianças serão diretamente mensuradas de modo que classifiquem seus pesos corporais, adiposidade, atividade física e dietas padrão serão mensuradas com as técnicas mais objetivas atualmente avaliadas. Um conciso conjunto de medidas ambientais viáveis, válidas e significativa serão incluídas e empregadas na pesquisa. Os resultados desse estudo serão providos de uma robusta examinação correlacionadas com obesidade e ganho de peso em crianças, focando em ambos os lados da equação e do balanço energético.

Os resultados preverão importantes informações que irão nortear o desenvolvimento de intervenções em estilo de vida para tratar a obesidade infantil que pode culturalmente ser adaptadas e implantadas em todo mundo.

Este protocolo é para o acesso inicial de todos os participantes. O protocolo para o acompanhamento periódico de exames será desenvolvido como um estudo de progresso para além dos dados coletados na fase inicial.

Teste e Medidas
Variáveis mensuradas

Antropométricas

IMC (kg/m2), circunferência da cintura (cm) e percentual de gordura (%).

Nível de Atividade Física

Acelerômetria (minutos/dia).

Dieta

Ingestão dietética (escore dos principais componentes).