O Cachorro como Fator de Qualidade de Vida

Ter um cachorro melhora a qualidade de vida das pessoas?

Um dos fatores que fazem o cão ser considerado o maior amigo do homem vem da singeleza de ser o único animal que abana o rabo quando feliz. Mas as qualidades desse animal para a qualidade de vida do homem são bem maiores. Diversos estudos tem demonstrado a importância da simples presença deles para nossa saúde.

Kramer e colaboradores publicaram muito recentemente uma revisão sistemática seguida de meta-análise em que foram revisados artigos desde 1950 a maio de 2019, que envolveram mais de 3 milhões de participantes, com 530525 mortes; com follow-up médio de 10,1 anos. Donos de cachorros apresentaram uma redução de 24% de mortes por todas as causas quando comparados e não-donos de cachorros. O mais interessante foi que donos de cachorro que tinham problemas cardíacos apresentaram uma redução de 35% no risco de morte por todas as causas. Além do mais, donos de cachorro demonstraram uma diminuição de 31% no risco de morte quando comparados a não-donos de cachorro.

A explicação mais dada para esses dados fica no fato dos cachorros requerem em geral ao menos um passeio por dia, o que levaria ao proprietário ir somando um maior gasto energético diário. Além disso, outros dois fatores poderiam explicar esse menor risco de morte. O primeiro estaria ligado ao fato da presença do animal trazer uma maior chance de relacionamento, troca de energia e estímulo ao melhor humor. O segundo seria o fato de que a presença do cachorro exigiria o cuidado constante do proprietário, o que poderia elicitar um sentimento de responsabilidade e de relação mais íntima entre o proprietário e o cão.

Kramer CK, Mehmood S, Suen RS et al. Circ Cardiovasc Qual Outcomes. 2019;12:e005554. DOI: 10.1161/CIRCOUTCOMES.119.005554