Excesso de peso, obesidade, passos e atividade física de moderada a vigorosa em crianças

Artigo publicado em Revista de Saúde Pública, 2016 . Escrito por Luis Carlos Oliveira, Gerson Luis de Moraes Ferrari, Timóteo Leandro Araújo, Victor Matsudo


OBJETIVO: Estabelecer pontos de corte para o número de passos/dia e min/dia de atividade física com intensidade moderada a vigorosa em relação ao risco do excesso de peso e obesidade infantil e suas respectivas associações. Além de identificar a quantidade de passos/dia necessários para atingir a recomendação de atividade física de moderada a vigorosa em crianças de São Caetano do Sul. MÉTODOS: No total, 494 crianças usaram acelerômetro para monitorar os passos/dia e a intensidade da atividade física (min/dia). A atividade física de moderada a vigorosa foi categorizada de acordo com a recomendação de saúde pública (≤ 60 versus > 60 min/dia). Excesso de peso ou obesidade foi definido como índice de massa corporal > +1 DP, com base nos dados de referência da Organização Mundial de Saúde. Renda familiar, escolaridade dos pais, tempo de tela, padrão de dieta, e tempo sedentário foram coletados por questionários. Foram construídas curvas Receiver Operating Characteristic e regressão logística. RESULTADOS: Em média, os meninos realizaram mais passos/dia (1.850) e min/dia de atividade física de moderada a vigorosa (23,1) do que as meninas. No geral, 51,4% das crianças foram classificadas como eutróficas e 48,6% com excesso de peso ou obesidade. Meninos eutróficos realizavam 1.525 passos/dia e 18,6 min/dia de atividade física de moderada a vigorosa a mais do que aqueles com excesso de peso/obesidade (p < 0,05). O mesmo não foi encontrado nas meninas (p > 0,05). Os pontos de corte para evitar excesso de peso e obesidade nos meninos e meninas foram 10.500 e 8.500 passos/dia e 66 e 46 min/dia de atividade física de moderada a vigorosa, respectivamente. A realização de 9.700 passos/dia (meninos) e 9.400 passos/dia (meninas) garante o alcance da recomendação de atividade física de moderada a vigorosa. CONCLUSÕES: Nos meninos, passos/dia e atividade física de moderada a vigorosa foram negativamente associados com o índice de massa corporal, independentemente da raça, renda familiar, escolaridade dos pais, tempo de tela, padrão de dieta e tempo sedentário. Sugere-se para passos/dia e atividade física de moderada a vigorosa, estudos em diversas idades e populações, com diferentes delineamentos, para assim informar a relação causa e efeito com diversos parâmetros de saúde.

DESCRITORES: Criança. Caminhada, classificação. Atividade Motora. Sobrepeso, prevenção & controle. Obesidade Pediátrica, prevenção & controle.

download