Contribuições à Ciencia

O CELAFISCS nesses mais de quarenta anos tem contribuído com as Ciências do Esporte e no âmbito nacional e internacional.

Os destaques abaixo representam compromissos do CELAFISCS, assumido desde a sua criação, que são:

  • Desenvolvimento da área de Ciências do Esporte no âmbito Nacional e Internacional.
  • Desenvolvimento de técnicas de mensuração da aptidão física não complexas, de baixo custo e aplicabilidade em grandes grupos e como rigor científico.

Criação do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte – CBCE

O CELAFISCS aos quatro anos de idade, em conjunto com outros profissionais de renome nacional, fundou no dia 17 de setembro de 1978, o Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, registrado em novembro: Aos dois dias do mês de novembro de 1978 (02/11/1978), reuniram-se Assembléia Geral Extraordinária, no salão de conferência do Hotel Bourbon, situado na alameda Miguel Blase nº 40, em Londrina, Estado do Paraná, os senhores Victor Keihan Rodrigues Matsudo; Cláudio Gil Soares de Araújo; Sandra Mara Cavasini; Paulo Sérgio Chagas Gomes; Pinto Montemor; Lílian Nascimento Montemor; João Batista Freire da Silva; Silvana Venâncio Freire; Laércio Elias Pereira; Emédio Bonjardim; João Bosco da Silva; Elisabeth Marco da Silva; Alberto dos Santos Puga Barbosa; Sandra Maria Perez; Jesus Soares; Sandra Caldeira; Maria Beatriz Rocha Ferreira; Leda Maria Moral; Madalena Sessa; Anselmo José Perez; Marco Antônio Vívolo; Sônia Cazelati; Maria de Fátima Silva Duarte; Carlos Roberto Duarte; João Batista Santana; Dartagnan Pinto Guedes, para deliberar sobre a criação do COLÉGIO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE – CBCE.

Criação da Escala de Percepção Subjetiva de Esforço - 0 a 10

Em 1983, durante o III Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte, a Psicóloga Sandra Mara Cavasini e o Dr. Victor Matsudo apresentaram a validação de uma escala subjetiva de esforço de 0 a 10 pontos. Essa escala foi umaernativa para a tradicional escala de PSE de Borg de 6 a 20, já que as notas de 0 a 10 são mais comuns em nossa cultura, principalmente na fase escolar. A pesquisa mostrou valores de correlação entre a PSE 0-10 e Freqüência Cardíaca foi de 0,92 para homens e 0,95 para mulheres, esses valores não diferiram da relação entre PSE 6-20 proposta por Borg e FC foi de 0,96 tanto para homens como para as mulheres.

Criação do Teste de 40 segundos

Em 1977, o Dr. Victor Matsudo, durante o V Simpósio de Esportes Colegiais, apresentou o Teste de 40 segundos como uma proposta de mensuração da Potência Anaeróbica Total, como umaernativa que atendia aos critérios de cientificidade (objetividade r=0,99 para ambos os sexos e reprodutibilidade r=0,99).

Criação da Estratégia Z CELAFISCS

Em 1987, Dr. Victor Matsudo, Ricardo Rivet e Mônica Helena Neves Pereira publicaram no Journal of Sports Sciences a Estratégia Z CELAFISCS, proposta para a detecção de talentos, utilizando como base o cálculo estatístico conhecido como índice z. A partir do resultado da avaliação da aptidão física comparada à média aritmética e desvio padrão da população da mesma idade e sexo, determina-se o quanto o indivíduo se afasta da normalidade populacional em unidades de desvio padrão, identificando se o avaliado apresenta uma ou um conjunto de variáveis de destaque. Em 1992, durante as Olimpíadas de Barcelona, o CELAFISCS é agraciado com o Primeiro lugar com o Prêmio Internacional Fundación L’Caixa Medicina do Esporte e Promoção da Saúde e em 1996 o segundo lugar no Prêmio Príncipe Faisal, oferecido pela Federação Internacional de Educação Física – FIEP.

Criação do Método de Auto-Avaliação da Maturação Sexual

Em 1991, Dra Sandra Mahecha Matsudo e Dr Victor Matsudo publicaram na Revista Brasileira de Ciência e Movimento e em 1994 no American Journal of Human Biology uma proposta de auto-avaliação da maturação sexual, mediante o uso da técnica projetiva com as pranchas das características sexuais secundárias baseadas nas pranchas de Tanner, apresentando valores significativos de validade, reprodutibilidade e objetividade.

Participação no Processo de Validação do IPAQ

Desde 1998 o CELAFISCS foi convidado a ser um Centro Cooperante, único na América Latina, para participar do projeto de validação do IPAQ – International Physical Activity Questionnaire, proposto pela Organização Mundial de Saúde, e que tem como propósito determinar o nível de Atividade Física em nível populacional.

Prêmios recebidos

Prêmio Internacional Fundación "La Caixa"

1992

Prêmio Philip Noel Baker Research

1995

Prêmio Prince Faisal

1996

FIEP Presidential Award

1999

Prêmio World Health Day

Prêmio CDC Recognition

Prêmio Fundação Carlos Slim

ACSM Citation Award

2014